JORNAL CIDADE EM FOCO AZ: 13/06/2011

notícias do Brasil e do Mundo

DRTV - RADIO ON LINE AO VIVO

Para pedir sua musica no xat ao vivo acesse: DRTV - RADIO ONLINE - Direção e Apresentação: Dj Dirceu e Rosangela Matos - Jornalista MTB 54903/SP
Um oferecimento de Revista Champagne News
Watch live streaming video from revistachampagnenews at livestream.com

Pará concentra quase 20% das cidades com mais assassinatos

Quatro pessoas foram mortas em áreas rurais do Estado em menos de 15 dias
José Henrique Lopes e Amanda Polato, do R7


Das 100 cidades com os maiores índices de homicídio do país, 17 estão no Pará. O Estado, que nas últimas semanas voltou às manchetes do noticiário nacional por mortes ocorridas em conflitos agrários, registrou em dez anos um crescimento de 273% no número de assassinatos.

Segundo dados do Mapa da Violência, o total de homicídios no Pará, que em 1998 foi de 769, saltou para 2.868 dez anos depois.

No ranking nacional, em 2008, o Estado ocupava o quarto lugar entre os mais violentos quanto à taxa de homicídios para cada 100 mil habitantes: 39,2. À frente, estavam Pernambuco (50,7), Espírito Santo (56,4) e Alagoas (60,3). Em 1998, no entanto, o Pará era apenas o 19º colocado, com 13,3 homicídios. Ou seja, ganhou 15 posições em dez anos.

A média referente ao Brasil, ainda em 2008, era de 26,4 para cada 100 mil habitantes. A OMS (Organização Mundial da Saúde) considera como marca aceitável qualquer número inferior a 10 homicídios para cada 100 mil habitantes.

O Pará, além disso, tem o primeiro, o quarto e o sexto municípios com as maiores taxas de homicídio registradas em 2008. Os três estão no leste do Estado, exatamente onde se concentram os conflitos no campo.

O campeão é Itupiranga, com 160,6 homicídios para cada 100 mil habitantes. Marabá contou 125 assassinatos para cada 100 mil habitantes. Em Goianésia do Pará, a taxa foi de 109,6.

Em entrevista ao R7, o secretário de Segurança Pública do Estado, Luiz Fernandes Rocha, admitiu a gravidade da situação, mas disse que o governo vem adotando ações para baixar as estatísticas.

- Nós temos um trabalho de redução de homicídios, e redução principalmente daqueles crimes mais graves, como tráfico de drogas e roubo. Nesse primeiro quadrimestre, [comparando] com o primeiro quadrimestre do ano passado, já tivemos redução de 15% de homicídios no Estado.

Rocha evitou apontar as principais causas de homicídio no Estado, mas mencionou o tráfico de drogas como um dos motores da violência local.

- Esse tráfico influi muito nos crimes de homicídio e roubo. Só nos primeiros quatro meses [de 2011], mais de 1.300 traficantes foram presos. Com isso, houve redução dos homicídios.

Quanto às ocorrências no leste e no sul do Estado, vinculadas à luta no campo, ele afirmou que as ações de segurança serão intensificadas.

Conflitos

A região leste do Pará tem um longo histórico de conflitos no campo. Foi lá, na cidade de Eldorado dos Carajás, que 19 trabalhadores sem-terra foram mortos pela Polícia Militar quando bloqueavam uma rodovia, há 15 anos. O episódio, que ganhou o nome de massacre, alcançou repercussão internacional.

Dados da CPT (Comissão Pastoral da Terra) apontam que, entre 2001 e 2010, 160 pessoas foram assassinadas no Pará em conflitos agrários. No mesmo período, o Brasil contou 376 mortes.

Em maio, os brasileiros voltaram a acompanhar episódios de violência que envolvem sindicalistas e agricultores naquela região. Foram quatro mortes em menos de 15 dias, sendo três na região de Nova Ipixuna e uma em Eldorado dos Carajás.

Preocupado, o governo decidiu promover uma operação militar emergencial na região da Amazônia e prometeu mapear os casos mais graves de pessoas que vivem sob ameaça de morte, que receberão proteção policial.

O professor Carlos Alberto Feliciano, coordenador do Nera (Núcleo de Estudos, Pesquisas e Projetos de Reforma Agrária), da Unesp, lembra que a região Norte, além de concentrar uma série de problemas que dão origem aos conflitos, ainda sofre com a ausência das autoridades.

- Na Amazônia, a questão principal é a ausência do Estado, em relação ao controle do território. Ali tem tudo misturado: grilagem de terra, terras devolutas, militantes da causa ambiental, todos os setores envolvidos em uma região. Quando há a ausência do Estado, os conflitos se acirram cada vez mais.

Em sua opinião, enquanto o governo não interferir diretamente para resolver a questão da propriedade da terra, promovendo a reforma agrária, demarcando áreas e regularizando o que ainda está indefinido, o quadro pouco será alterado.

- Não adianta criar projetos e infraestruturas se a posse da terra é indefinida. Se há indefinição, há disputa por aquele território. O Estado tem que tomar uma posição, primeiro identificar, fazer uma varredura do processo de grilagem, porque aí você consegue identificar os atores envolvidos, quem de fato ocupa a região e quem especula.



fonte:http://noticias.r7.com/brasil/noticias/para-concentra-quase-20-das-cidades-com-mais-assassinatos-20110613.html

Morre empresário atropelado por ônibus na zona oeste

Executivo do Grupo Lorenzetti andava de biclicleta na avenida Sumaré quando foi atingido


O ciclista Antonio Bertolucci, de 68 anos, morreu nesta segunda-feira (13) após ser atropelado por um ônibus em uma alça de acesso à avenida Sumaré, na zona oeste de São Paulo. Bertoucci era presidente do Conselho de Administração do Grupo Lorenzetti, fabricante de duchas e chuveiros. O ciclista chegou a ser levado para o Hospital das Clínicas, mas morreu um minuto após dar entrada, às 9h36.

O acidente ocorreu quando o ciclista passava ao lado da praça Caetano Fraccaroli, que dá acesso à avenida. Segundo relatos de testemunhas, Bertolucci teria perdido o equilíbrio e caído no chão. Um ônibus de uma empresa de turismo estaria passando ao seu lado neste momento e seria o responsável por atropelar o empresário.

Manifestação

Ciclistas e cicloativistas estão organizando uma manifestação marcada para as 19h desta segunda-feira, no mesmo local do acidente. Eles prometem instalar uma "ghost bike" - bicicleta pintada de branco que simboliza a morte de um ciclista - e fazer uma homenagem com velas e flores. A principal reivindicação é chamar atenção para o artigo 201 do Código de Trânsito Brasileiro, que determina que veículos somente devem ultrapassar bicicletas quando houver uma distância lateral de 1,5 m.



fonte:http://noticias.r7.com/sao-paulo/noticias/morre-ciclista-atropelado-por-onibus-na-avenida-sumare-20110613.html

Magazine Luiza compra lojas do Baú de Silvio Santos

Silvio Santos ainda não se pronunciou sobre venda das Lojas do Baú
O grupo Magazine Luiza divulgou nesta segunda-feira a compra das lojas do Baú da Felicidade, do Grupo Sílvio Santos. Com a aquisição, a companhia garante o segundo lugar entre os varejistas eletrônicos e eletrodomésticos do país.

O valor desembolsado pela rede dirigida por Luiza Helena Trajano será de R$ 83 milhões. Ao todo serão adquiridas 121 lojas em São Paulo, Minas Gerais e Paraná, além dos mais de três milhões de clientes à sua base de cartões.

O foco da rede varejista é o público de classe C, mesmo público das lojas de Silvio Santos. Segundo dados da empresa, juntando o lucro do Baú (R$ 415 milhões) ao da própria marca, o faturamento do ano passado soma R$ 6,1 bilhões. 

Redatora: Bárbara Forte

fonte:http://www.band.com.br/jornalismo/economia/conteudo.asp?id=100000439000

Obras na UFPB geram 'guerra de vídeos' entre alunos e universidade



Imagens dos vídeos dos alujnos (esq.) e da UFPB (dir.) postados no YouTube (Foto: Reprodução/YouTube)

Estudantes mostram obra inacabada em paródia da música 'Oração'.
Instituição publicou vídeo mostrando as benfeitorias já alcançadas.

As obras no departamento do curso de Mídias Digitais da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) virou alvo de uma batalha de vídeos postados na internet entre estudantes e a instituição de ensino superior. Os alunos fizeram um videoclipe paródia da música “Oração”, da Banda mais bonita da cidade, e publicaram o vídeo no YouTube para protestar contra o atraso nas obras do prédio do departamento.
A universidade rebateu na mesma moeda, com um vídeo mostrando as benfeitorias que estão em curso. Os alunos postaram nesta segunda-feira (13) novo vídeo para mostrar que o filme institucional seria uma versão "maquiada" da realidade. A reitoria nega.

“A universidade tem várias obras que estão muito atrasadas, até mais do que a do nosso curso. Então, queríamos fazer um protesto pacífico aproveitando essa vocação criativa do curso de Mídias Digitais”, explica Rennam Virginio dos Santos, de 19 anos, que aparece tocando violão no vídeo e que é um dos autores da letra da música inspirada em “Oração”.
O vídeo mostra material de obra empilhado e destaca, na música, que "tem aluno estudando na despensa" (veja vídeo no YouTube). “A gente queria divulgar, mas não imaginava que teria essa repercussão toda”, admite. Em três dias, foram mais de 150 mil visualizações.
Na quarta-feira (8), um dia após a divulgação do vídeo, a UFPB emitiu uma nota oficial informando que a licitação para a construção do bloco de Mídias Digitais ocorreu em novembro de 2009, com prazo de execução para 18 de junho de 2010. Porém, “como a empresa não cumpriu o cronograma físico-financeiro”, a instituição rescindiu o contrato e abriu novo processo. A segunda empresa contratada também não cumpriu o cronograma e houve mais uma rescisão. Atualmente, novo processo licitatório está em tramitação.
A construção do prédio de Mídias Sociais da UFPB teve orçamento aprovado de R$ 703 mil. O prazo previsto para a obra seria de 150 dias.
Mas, além de divulgar a nota, a instituição resolveu responder ao protesto dos alunos usando a mesma ferramenta, ou seja, publicando um vídeo institucional no You Tube (veja vídeo da UFPB). Na versão da UFPB, é possível ver uma sala de aula nova repleta de computadores de última geração, num ambiente limpo e muito bem cuidado.
A versão da universidade
Eduardo Teixeira de Carvalho, assessor de Comunicação da UFPB, diz que esta foi a primeira vez que a universidade publicou um vídeo no You Tube. “A gente viu que não adiantava dar resposta em meios tradicionais, porque não foi este o público que eles atingiram”, explica.
Para ele, a versão apresentada pelos alunos no primeiro vídeo “ficou muito injusta do ponto de vista da faculdade”. “O protesto, embora tenha sido muito criativo, deu uma ideia de que era terra arrasada. O provisório não significa precário.”
Para Carvalho, a ausência de um prédio próprio não inviabiliza o curso. “Estamos com um laboratório funcionando. Não temos a parte física, mas temos salas em todos os lugares da universidade, temos centro de inclusão digital”, diz. “Vivemos uma fase fantástica. (...) A universidade dobrou de tamanho em cinco anos.”
“Não reclamamos da falta de equipamentos, reclamamos da falta de estrutura”, rebate Rennam. “Em vez de reconhecer o erro, a universidade passou a tentar mudar o foco da discussão. Estamos em um prédio que não é nosso, dividimos esse prédio com os funcionários da universidade e com o curso de Medicina. Temos um laboratório com 30 iMacs e outros 30 encaixotados, com garantia correndo, porque não há espaço. São 60 alunos, mas a sala de aula acomoda bem só 40 alunos.”
O estudante diz que, embora não esteja errada a alegação de que o laboratório é moderno, seu uso é precário. “Que laboratório moderno é este? Não tem internet, não tem software profissional e tem computador empilhado.”
'Making of'
Nesta segunda-feira (13), os alunos postaram um novo vídeo com o que seria o "making of" da versão institucional divulgada pela UFPB na sexta-feira (10). Os alunos alegam que o filme oficial “maquiou” a realidade (veja o vídeo no YouTube).
A assessor de Comunicação da UFPB negou que tenha havido qualquer tipo de maquiagem. “Não houve maquiagem. A sala que eles assistem aula é aquela, o laboratório é aquele. Que há equipamento guardado, isso há”, diz Carvalho.
“Só queremos o que o curso requer para nossa formação, sem improviso. E estamos indignados com essa tentativa de distorção da universidade. Ela tem muito mais poder do que a gente. A gente só entende de ser criativo”, conclui Rennam.
fonte:http://g1.globo.com/vestibular-e-educacao/noticia/2011/06/obras-na-ufpb-geram-guerra-de-videos-entre-alunos-e-universidade.html

As obras no departamento do curso de Mídias Digitais da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) virou alvo de uma batalha de vídeos postados na internet entre estudantes e a instituição de ensino superior. Os alunos fizeram um videoclipe paródia da música “Oração”, da Banda mais bonita da cidade, e publicaram o vídeo no YouTube para protestar contra o atraso nas obras do prédio do departamento.
A universidade rebateu na mesma moeda, com um vídeo mostrando as benfeitorias que estão em curso. Os alunos postaram nesta segunda-feira (13) novo vídeo para mostrar que o filme institucional seria uma versão "maquiada" da realidade. A reitoria nega.
Imagens dos vídeos dos alujnos (esq.) e da UFPB (dir.) postados no YouTube (Foto: Reprodução/YouTube)
“A universidade tem várias obras que estão muito atrasadas, até mais do que a do nosso curso. Então, queríamos fazer um protesto pacífico aproveitando essa vocação criativa do curso de Mídias Digitais”, explica Rennam Virginio dos Santos, de 19 anos, que aparece tocando violão no vídeo e que é um dos autores da letra da música inspirada em “Oração”.
O vídeo mostra material de obra empilhado e destaca, na música, que "tem aluno estudando na despensa" (veja vídeo no YouTube). “A gente queria divulgar, mas não imaginava que teria essa repercussão toda”, admite. Em três dias, foram mais de 150 mil visualizações.
Na quarta-feira (8), um dia após a divulgação do vídeo, a UFPB emitiu uma nota oficial informando que a licitação para a construção do bloco de Mídias Digitais ocorreu em novembro de 2009, com prazo de execução para 18 de junho de 2010. Porém, “como a empresa não cumpriu o cronograma físico-financeiro”, a instituição rescindiu o contrato e abriu novo processo. A segunda empresa contratada também não cumpriu o cronograma e houve mais uma rescisão. Atualmente, novo processo licitatório está em tramitação.
A construção do prédio de Mídias Sociais da UFPB teve orçamento aprovado de R$ 703 mil. O prazo previsto para a obra seria de 150 dias.
Mas, além de divulgar a nota, a instituição resolveu responder ao protesto dos alunos usando a mesma ferramenta, ou seja, publicando um vídeo institucional no You Tube (veja vídeo da UFPB). Na versão da UFPB, é possível ver uma sala de aula nova repleta de computadores de última geração, num ambiente limpo e muito bem cuidado.
A versão da universidade
Eduardo Teixeira de Carvalho, assessor de Comunicação da UFPB, diz que esta foi a primeira vez que a universidade publicou um vídeo no You Tube. “A gente viu que não adiantava dar resposta em meios tradicionais, porque não foi este o público que eles atingiram”, explica.
Para ele, a versão apresentada pelos alunos no primeiro vídeo “ficou muito injusta do ponto de vista da faculdade”. “O protesto, embora tenha sido muito criativo, deu uma ideia de que era terra arrasada. O provisório não significa precário.”
Para Carvalho, a ausência de um prédio próprio não inviabiliza o curso. “Estamos com um laboratório funcionando. Não temos a parte física, mas temos salas em todos os lugares da universidade, temos centro de inclusão digital”, diz. “Vivemos uma fase fantástica. (...) A universidade dobrou de tamanho em cinco anos.”
“Não reclamamos da falta de equipamentos, reclamamos da falta de estrutura”, rebate Rennam. “Em vez de reconhecer o erro, a universidade passou a tentar mudar o foco da discussão. Estamos em um prédio que não é nosso, dividimos esse prédio com os funcionários da universidade e com o curso de Medicina. Temos um laboratório com 30 iMacs e outros 30 encaixotados, com garantia correndo, porque não há espaço. São 60 alunos, mas a sala de aula acomoda bem só 40 alunos.”
O estudante diz que, embora não esteja errada a alegação de que o laboratório é moderno, seu uso é precário. “Que laboratório moderno é este? Não tem internet, não tem software profissional e tem computador empilhado.”
'Making of'
Nesta segunda-feira (13), os alunos postaram um novo vídeo com o que seria o "making of" da versão institucional divulgada pela UFPB na sexta-feira (10). Os alunos alegam que o filme oficial “maquiou” a realidade (veja o vídeo no YouTube).
A assessor de Comunicação da UFPB negou que tenha havido qualquer tipo de maquiagem. “Não houve maquiagem. A sala que eles assistem aula é aquela, o laboratório é aquele. Que há equipamento guardado, isso há”, diz Carvalho.
“Só queremos o que o curso requer para nossa formação, sem improviso. E estamos indignados com essa tentativa de distorção da universidade. Ela tem muito mais poder do que a gente. A gente só entende de ser criativo”, conclui Rennam.
fonte:http://g1.globo.com/vestibular-e-educacao/noticia/2011/06/obras-na-ufpb-geram-guerra-de-videos-entre-alunos-e-universidade.html

Corinthians - Com 151 atletas profissionais registrados na CBF, Timão gasta fortuna para manter maior elenco do país

Apesar do número elevado de inscritos, apenas 30 fazem parte dos planos de Tite
Entre jogadores emprestados, encostados, machucados, titulares e reservas, o técnico Tite pôde escolher entre 151 atletas profissionais para formar a equipe do Corinthians em 2011. Levantamento feito pelo R7mostra que o clube tem o maior número de contratos registrados no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF, suficiente para formar cinco equipes completas para o Brasileirão.

Porém, apesar do batalhão de inscritos, a grande maioria fica longe do Parque São Jorge, já que o treinador usa "apenas" 30 na disputa do campeonato.

Entre os 121 atletas que não fazem parte dos planos, alguns casos chamam a atenção. O volante Bruno Octávio, por exemplo, criado na base, não joga pelo clube há pelo menos dois anos. No entanto, teve o contrato renovado em 2010, com duração até 2012.
O meia Eduardo Ramos, destaque da Anapolina em 2008, foi contratado naquele mesmo ano por quatro temporadas, mas não vingou. Desde 2009, já passou por Goiás, São Caetano, Sport, Grêmio Prudente e agora está no Náutico.
Outra situação curiosa é a do atacante Souza, que chegou ao clube em 2009, aos 27 anos, com salário de R$ 170 mil, contrato de três anos, e não rendeu o esperado. Ficou durante meses à espera de um interessado e acabou negociado com o Bahia no início de 2011.

fonte:http://esportes.r7.com/futebol/noticias/com-151-atletas-profissionais-registrados-na-cbf-timao-gasta-fortuna-para-manter-maior-elenco-do-pais-20110613.html?question=0

Brasil doa US$ 20 milhões para projeto de vacinação mundial

A Aliança Global para Vacinas e Imunização é uma iniciativa internacional, lançada há 11 anos, cujo objetivo é permitir o acesso mundial à vacinação. As ações, nos últimos 10 anos, preveniram pelo menos 5 milhões de mortes


O Brasil anunciou nesta segunda-feira (13), em Londres, a doação de US$ 20 milhões para a organização denominada Aliança Global para Vacinas e Imunização (cuja sigla em inglês é Gavi). A Gavi é uma iniciativa internacional, lançada há 11 anos, cujo objetivo é permitir o acesso mundial à vacinação. As ações, nos últimos 10 anos, preveniram pelo menos 5 milhões de mortes. 

A doação brasileira, inserida no contexto da ação global de combate à fome e pobreza, será feita por meio de parcelas iguais e subsequentes ao longo de 20 anos. A lei que autorizou o uso da verba foi a 12.413, e o dinheiro terá como fim o aumento das oportunidades de acesso às vacinas, além de buscar fortalecer os sistemas de saúde e imunização e colocar em prática novas tecnologias de imunização. 

Outro objetivo é acelerar o acesso às vacinas, a fim de contribuir para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, com a redução em dois terços, até 2015, do número de mortes de crianças menores de cinco anos. Para assegurar essa meta, a Gavi calcula que serão necessários US$ 3,7 bilhões para os programas de imunização no período de 2011 a 2015. 

Cerca de 2 milhões de crianças morrem, todos os anos, de doenças que podem ser prevenidas, segundo a Gavi. A maior parte das mortes ocorre em países pobres devido a problemas decorrentes de pneumonia e diarreia – responsáveis por 40% do total de mortes. 

Além dos países desenvolvidos e de alguns em desenvolvimento, como o Brasil, são parceiros da Gavi a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Fundo das Nações para a Infância (Unicef) e o Banco Mundial, além de indústrias de vacinas, agências técnicas e de pesquisa e organizações não governamentais (ongs).



fonte:http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI241005-15257,00-BRASIL+DOA+US+MILHOES+PARA+PROJETO+DE+VACINACAO+MUNDIAL.html

Rio - Usar iPads e outros gadgets dentro de avião é perigoso, diz especialista


Usar iPads, iPhones e Blackberrys, entre outros dispositivos eletrônicos portáteis, ainda pode ser muito perigoso dentro de um avião. Segundo Dave Carson, copresidente de um conselho federal nos EUA que trata do assunto, a interferência dos portáteis pode atrapalhar delicados sensores na fuselagem, que ficam ocultos na área de passageiros.


O especialista afirma que os aparelhos podem afetar sensores importantes, como o utilizado pelos aviões para aterrissar em segurança em condições climáticas adversas. "Se o sinal de um celular atingir o sensor de determinado modo, pode interferir de fato", disse Carson.

Testes feitos por Carson com iPhones e Blackberrys mostraram que o sinal deles estava além dos limites tolerados pelas companhias, mas o do iPad era ainda mais forte e representava um perigo maior.

"Os sensores poderiam ser afetados de tal maneira que, se o o piloto estivesse à direita da pista de pouso, o painel na cabine mostraria a posição do avião à esquerda", alertou Carson. "Ou o sinal deles poderia ser simplesmente apagado, deixando o piloto sem noção de localização".

Outros especialistas creem que, se os sensores da aeronave estiverem bem isolados, não haverá perigo de interferência. Mas Carson fez questão de levar jornalistas da rede ABC de televisão para conferir a interferência numa cabine de teste da Boeing, onde trabalha. 


Ele e outros engenheiros da empresa dizem que o maior risco está em aviões antigos, não tão bem protegidos contra o sinal dos novos equipamentos.


fonte:http://oglobo.globo.com/tecnologia/mat/2011/06/13/usar-ipads-outros-gadgets-dentro-de-aviao-perigoso-diz-especialista-924669170.asp#ixzz1PB0ZZDEL 

Rio - Taxista é executado a pedradas


Motorista de 70 anos é encontrado agonizando em estrada e morre no hospital. Ele é o 7º piloto de amarelinho assassinado desde maio
Mais um taxista foi morto na Região Metropolitana do Rio. Desta vez, o assassinato, a pedradas, aconteceu no bairro de Santa Izabel, em São Gonçalo, ontem. De acordo com policiais militares do 7º BPM (Alcântara), Roosevelt Marchon Neves, de 70 anos, foi encontrado na Estrada Ipiíba, com vários ferimentos, ainda com vida. Levado para o Hospital Estadual Alberto Torres, ele não resistiu.
De acordo com os peritos da Polícia Civil, os ferimentos podem ter sido causados por objetos como pedras ou pedaços de madeira. O taxista foi visto pela última vez pegando um passageiro, em frente ao Trade Center - mais conhecido como o Prédio do Relógio -, em Alcântara. Os agentes ainda fazem buscas para localizar o carro do motorista.
Sequência de assassinatos
Quatro taxistas foram alvos de ataques de bandidos na mesma semana no início do mês de maio. Todos os crimes foram entre o fim da noite e a madrugada. No dia 8, Carlos Magno Ferreira Cardoso foi executado dentro do seu táxi, no Centro do Rio. No dia seguinte, outro motorista de praça levou um tiro na cabeça, mas sobreviveu. Já na madrugada de 11 de maio, Pasqual Carreira Monteiro e Inaldo Silva Souza foram executados em diferentes pontos da Rua Leopoldo Bulhões, em um intervalo de uma hora. No início deste mês, dois taxistas foram mortos na Baixada Fluminense.
Motorista teve corpo queimado
Em Benfica, no dia 21 de maio, um taxista teve 50% do corpo queimados por um bando que tentou roubar seu veículo. Na ocasião, o motorista escapou do pior por um milagre: antes de os bandidos queimarem o carro, um dos ladrões deu dois tiros em sua cabeça, mas a arma falhou.
Na madrugada do dia 28 de maio, um outro taxista foi executado a tiros na Baixada Fluminense. Joaves Feliciano Pereira foi assassinado com três disparos na Rua Brás Cubas, no bairro Olavo Bilac, em Duque de Caxias. Segundo a PM, o motorista estava no táxi dele, um Meriva, quando foi atingido.

fonte:http://one.meiahora.com/noticias/taxista-e-executado-a-pedradas_3182.html

Menino de 1 ano cai dentro de poço de concreto e morre


Após sair de casa sozinho, garoto entrou em fábrica
Um menino de 1 ano e oito meses morreu afogado na tarde de sábado depois de cair em um poço de concreto de mais de dois metros de profundidade, às margens da Avenida Brasil, na altura do Caju. O corpo de Igor Gabriel de Santana só foi retirado ontem de manhã porque, segundo policiais, a área é de risco e a criança já estava morta.
O poço fica numa fábrica de concreto localizada entre as favelas Parque Alegria e Chatuba. Segundo policiais militares do 4º BPM (São Cristóvão), os pais da criança moram nos arredores da fábrica, o menino teria saído de casa sem que os dois percebessem e acabou caindo no poço.
Policiais civis da Divisão de Homicídios (DH) estiveram ontem pela manhã no local e devem considerar o caso como acidente. No entanto, o pai e a mãe de Igor foram ontem no fim da tarde prestar depoimento na 19ª DP (Tijuca).
Embora trabalhem com a hipótese de acidente, os policiais pretendem avaliar se o casal será investigado por abandono de incapaz ou mesmo homicídio culposo. A investigação também vai analisar se houve negligência da fábrica, por deixar uma criança entrar.
A fábrica de concretos fica a 50 metros de onde Igor morava com a família. O local onde houve o acidente é usado para a lavagem de caminhões do tipo betoneira, que carregam concreto.

Brasil - Dia de Santo Antonio - Simpatias


Conhecido, carinhosamente, como Antoninho, Santo Antônio tem fama de casamenteiro. Dizem que as simpatias evocadas em seu nome dão certo. Claro que tudo isso faz parte das supertições bem características do povo brasileiro. Talvez pela mistura de raças e crenças, não sabemos, mas a posição que temos diante dessas brincadeiras, vamos chamar assim, é a grande necessidade das pessoas conseguirem uma fórmula para tudo na vida.



1 – Quem deseja descobrir o nome do futuro companheiro deve comprar um facão e, à meia-noite do dia 12 de junho, cravá-lo numa bananeira. O líquido que escorrer da planta deve formar a letra do futuro amor.

 2 – Uma das mais antigas tradições diz que, para descobrir o futuro companheiro, é preciso escrever os nomes dos candidatos em vários papéis. Um deles deve ser deixado em branco. À meia-noite do dia 12 de junho, eles devem ser colocados em cima de um prato com água, que passará a madrugada ao relento. No dia seguinte, o que estiver mais aberto indicará o escolhido.

3 – Aqueles que têm pressa em arranjar um namorado devem comprar uma pequena imagem do santo. E para agilizar a conquista do pedido, fazer dois procedimentos: tirar o Menino Jesus do colo do religioso, dizendo que só devolverá quando conseguir um namorado, ou ainda, virar o Santo Antônio de cabeça para baixo.

 4 – O mais afoito tem ainda outro recurso. Deve ir a um casamento e dar de presente aos noivos uma imagem de Santo Antônio, sem o Menino Jesus. Depois, pedir no altar para se casar com alguém, especial ou não. Assim que a graça for alcançada, deve retornar à igreja e lá depositar a imagem do Menino Jesus.

 5 – Os que já estão acompanhados, mas ainda não subiram no altar, também possuem práticas específicas. A pessoa deve amarrar um fio de cabelo seu ao do namorado. Eles devem ser colocados aos pés do santo, que, logo, logo, resolve a questão.

 6 – À meia-noite do dia 12 de junho, quebre um ovo dentro de um copo com água e o coloque no sereno. No dia seguinte, interprete o desenho que se formou. Se aparecer algo semelhante a um vestido de noiva, véu ou grinalda, o casamento está próximo.

7 – Para a pessoa saber se o futuro companheiro será jovem ou mais velho, é preciso arranjar um ramo de pimenteira. De olhos fechados, ela deve pegar uma das pimenteiras. Se a escolhida for verde, ele será jovem. Caso contrário, o casamento acontecerá com alguém de idade avançada.

8 – A tradição popular acredita que há uma forma especial de fazer as pazes entre casais brigados. Para isso, é preciso um cravo e uma rosa. Os talos devem ser amarrados juntos com uma fita verde, na qual serão dados 13 nós. Durante o procedimento, o devoto deve pensar que Santo Antônio vai uni-los outra vez.

 9 – Para descobrir se falta muitos anos para a grande data, na véspera do dia 13 de junho, à meia-noite, amarre uma aliança – que pode ser de qualquer parente – numa linha ou num fio. Coloque um copo sobre a mesa e segure o fio de modo que a aliança esteja dentro do copo. Pergunte, então, quantos anos faltam para o casório. O número de batidas informa quantos anos ainda restam para o Dia D.

Ladrões explodem caixa eletrônico em supermercado de SP

Explosão atingiu caixa eletronico na madrugada desta segunda feira

Um caixa eletrônico foi alvo de uma forte explosão em supermercado da zona leste de São Paulo. O fato ocorreu na madrugada desta segunda-feira, no bairro da Ponte Rasa.

Os criminosos arrombaram o portão e entraram no mercado, onde fica o equipamento, mas a explosão não chegou a estourar o caixa.

Quando os funcionários do supermercado chegaram para trabalhar avistaram as portas do supermercado arrombada e o caixa explodido. 

A polícia ainda busca os responsáveis pela explosão. Não há informações sobre quanto foi roubado. O caso foi registrado no 24º Distrito Policial da Ponte Rasa. 



Redator: Fabio Mendes


fone:http://www.band.com.br/jornalismo/cidades/conteudo.asp?ID=100000438957

Príncipe William e Kate Royal fim de semana movimentado


Príncipe William e Catherine, Duquesa de Cambridge sair com outros membros da família real depois de um culto da igreja para marcar o 90 º aniversário do príncipe Philip em 12 de junho de 2011, em Windsor, Inglaterra.
(Crédito: AP)
(CBS) Foi um fim de semana recheado para os noivos real o príncipe William e Catherine, a Duquesa de Cambridge.
O casal, que casou em 29 de abril, participou pela primeira vez no sábado Trooping the Colour cerimônia, a celebração oficial do aniversário da rainha Elizabeth II (monarca da Grã-Bretanha transformou em 85 de Abril).
William usava o mesmo uniforme Guarda Irlandesa ele usava no dia de seu casamento, enquanto Kate escolheu um casaco creme peito duas vezes por Alexander McQueen, emparelhado com um chapéu preto.
A Duquesa de Cambridge acenou para a multidão a partir de uma carruagem puxada por cavalos, onde se sentou com o príncipe Harry, o príncipe Andrew, duque de York e Camilla, duquesa da Cornualha, durante a procissão cerimonial do Palácio de Buckingham em Londres para o Horse Guards Parade. Príncipe William andava atrás deles em um cavalo cinza.
O casal também apareceu na varanda do Palácio de Buckingham, o mesmo local onde eles se beijaram para a multidão no dia do casamento.
À tarde, se juntou a sua irmã Kate, Pippa, para o casamento de Cheltenham Gold Cup vencedor Sam Waley-Cohen. Ela vestia o mesmo chapéu, mas emparelhado com um vestido preto e branco estampados.
No domingo, o Duque ea Duquesa de Windsor foi para Cambridge para comemorar o aniversário do avô William. O príncipe Philip, duque de Edimburgo, fez 90 anos nesta sexta-feira.
Um serviço foi realizada na Capela de St. George no Castelo de Windsor, em honra do serviço de Filipe à Grã-Bretanha e da rainha. Outros membros da família real no comparecimento incluíram a rainha Elizabeth II, o príncipe Harry, o príncipe Charles ea duquesa da Cornualha.
Segundo a revista "People" , William e Kate chegou em um Rolls Royce vintage. A duquesa usava um casaco de brocado azul com um chapéu combinando, enquanto William usava um terno azul e gravata vermelha. O príncipe foi fotografado segurando um guarda-chuva sobre a cabeça da mulher, até que chegou à entrada da capela.
Após a cerimônia, os noivos participaram de um canapé e recepção de bebidas, que foi seguido por um almoço privado para a família real britânica.
E como se esses eventos não foram suficientes, William, 28, e Harry, 26, também participou de uma partida de pólo beneficente no domingo.
Os irmãos conduzir equipes adversárias na Copa do Polo Sentebale no Parque Coworth Polo Club perto de Ascot, Berkshire. O evento arrecadou fundos para Sentebale, o Harry caridade fundada para ajudar crianças carentes no país Africano de Lesoto.
Apesar do vento e da chuva, os espectadores assistiram como a equipe derrotou William Harry, por 1-0. Após a partida, Harry hospedou um leilão de caridade e jantares para angariar fundos para a caridade, segundo o Daily Mail , enquanto William saiu para se juntar a sua esposa em uma família real função privada.

fonte:: http://www.cbsnews.com/8301-31749_162-20070782-10391698.html#ixzz1PAuZHPAh

Veja também

Notícias mais vistas dos últimos 30 dias

SEGUIDORES ILUSTRES

Pensamento do Dia - colaboração do Leitor do Jornal Cidade em Foco Sr Marcos Roberto SP/SP

O que não te destrói, te fortalece.



Por mais que pareçam difíceis seus problemas, use-os como instrumento a seu favor, um dia verás que conseguiu superar e foi vitorioso. Fique firme, não desista, lute e conquiste, estamos torcendo por você.
Palavras da Redação do Jornal Cidade em Foco

Nossos leitores em 151 países do Mundo - Our readers in 119 countries

Redação - dra.rosangelamatos@hotmail.com

Nossos Seguidores no Twitter @DraRosangelaM

Visitantes

Mural de Recados

"este espaço acima é reservado aos internautas, fiquem a vontade, façam bom uso"