notícias do Brasil e do Mundo

DRTV - RADIO ON LINE AO VIVO

Para pedir sua musica no xat ao vivo acesse: DRTV - RADIO ONLINE - Direção e Apresentação: Dj Dirceu e Rosangela Matos - Jornalista MTB 54903/SP
Um oferecimento de Revista Champagne News
Watch live streaming video from revistachampagnenews at livestream.com

EUA - Estudante norte-americana Amanda Knox, diz ter sido molestada na prisão


Amanda Knox diz ter sido molestada 
por um funcionário da prisão na Itália

Anthony Bolante/Reuters
A americana Amanda Knox, que voltou aos EUA após ser inocentadea na Itália da morte da britânica Meredith Kercher
O pai da estudante norte-americana Amanda Knox, 24, Curt Knox, disse à rede de TV CBS que a filha ainda não conversou com a família sobre o período em que ficou presa. Entretanto, a emissora informou neste sábado (8) que teve acesso a uma carta em que a jovem dizia ter sido molestada sexualmente por um “alto funcionário” da prisão onde ficou nos últimos quatro anos.
Acusada de ter matado a britânica Meredith Kercher, 21, durante um "jogo sexual", em 2007, Amanda foi inocentada pela Justiça italiana em seu segundo julgamento, na última segunda-feira (3). Após a decisão, ela voltou aos Estados Unidos, onde morava com a família.
De acordo com a emissora, na carta, Amanda não deu detalhes sobre o caso, mas disse que o funcionário falou “coisas terríveis” para ela.
Em entrevista neste sábado à emissora, o pai da estudante não comentou o caso, mas admitiu que a família está ansiosa para saber como foram os quatro anos na prisão. Eles, porém, tem evitado pressioná-la, pois sabe que o assunto será abordado “aos poucos”. 
- Ela é muito mais feliz e você pode ver que ela tirou um peso enorme dos ombros, agora que ela foi completamente inocentada de todas as acusações.
Knox e o italiano Raffaele Sollecito, de 27, passaram quase quatro anos presos na Itália. Eles, que eram namorados na época, haviam sido condenados em 2009 a 26 e 25 anos de prisão, respectivamente, pelo assassinato de Kercher, na cidade italiana de Perugia.
A decisão, no entanto, foi revista por um tribunal de apelação na última segunda-feira. A corte de apelação acatou o argumento da defesa, que considerou inválida a principal prova contra Knox e Sollecito, uma mostra de DNA encontrada em uma faca de cozinha na cena do crime.
Além de Knox e Sollecito, uma terceira pessoa foi condenada pelo assassinato de Kercher em um julgamento separado. Rudy Guede, de 24 anos, foi condenado a 30 anos de prisão em 2008, mas após um recurso, a pena foi reduzida para 16 anos.



FONTE R7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Veja também

Notícias mais vistas dos últimos 30 dias

SEGUIDORES ILUSTRES

Pensamento do Dia - colaboração do Leitor do Jornal Cidade em Foco Sr Marcos Roberto SP/SP

O que não te destrói, te fortalece.



Por mais que pareçam difíceis seus problemas, use-os como instrumento a seu favor, um dia verás que conseguiu superar e foi vitorioso. Fique firme, não desista, lute e conquiste, estamos torcendo por você.
Palavras da Redação do Jornal Cidade em Foco

Nossos leitores em 151 países do Mundo - Our readers in 119 countries

Redação - dra.rosangelamatos@hotmail.com

Nossos Seguidores no Twitter @DraRosangelaM

Visitantes

Mural de Recados

"este espaço acima é reservado aos internautas, fiquem a vontade, façam bom uso"