notícias do Brasil e do Mundo

DRTV - RADIO ON LINE AO VIVO

Para pedir sua musica no xat ao vivo acesse: DRTV - RADIO ONLINE - Direção e Apresentação: Dj Dirceu e Rosangela Matos - Jornalista MTB 54903/SP
Um oferecimento de Revista Champagne News
Watch live streaming video from revistachampagnenews at livestream.com

Netinho (PC do B) mais dois vereadores são acusados de quebra de decoro

Câmara Municipal vai decidir na próxima terça se cassa o mandato dos parlamentares

Netinho de Paula - PC do B
imagem:camara.sp.gov.br
 Antonio Goulart - PMDB
imagem:maisgoias.com.br
Ushitaro Kamia - DEM
imagem:band.com.br

A Câmara Municipal de São Paulo vai decidir na próxima terça-feira (7) se abre processo para cassar ou suspender o mandato de três vereadores acusados de quebra de decoro parlamentar. A Corregedoria do Legislativo paulistano acusa Netinho de Paula (PCdoB), Antonio Goulart (PMDB) e Ushitaro Kamia (DEM) de má gestão no uso do dinheiro público.
 É a primeira vez em 12 anos que isso acontece. O último processo de cassação na Câmara tramitou em 1999, quando foi descoberto o esquema de propinas da Máfia dos Fiscais.
 As acusações desta vez envolvem má gestão de dinheiro público. Suspeito de usar notas frias para justificar gastos de gabinete, em caso revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo em abril de 2010, Netinho teve pena de 30 a 90 dias de suspensão do mandato indicada pelo relator de sua investigação na Corregedoria, o vereador Antonio Carlos Rodrigues (PR). Mas a pena pode ser agravada e levar a pedido de cassação, caso o plenário aceite pedido de abertura de processo contra o parlamentar.
 "Durante a instrução do processo, a pena pode ser agravada", Segundo o corregedor-geral, Marco Aurélio Cunha (sem partido), durante a instrução do processo, a pena pode ser agravada. O advogado de Netinho, Arthur Mathias, descartou a possibilidade.
- O vereador não poderá de forma alguma ter a pena de cassação.
Integrante da Corregedoria, o vereador José Américo (PT) considera que há evidências para cassar os três parlamentares.
- As provas são muito fortes.
No relatório que investigou a contratação da gráfica da mulher de Goulart - vice-presidente da Casa - por seu gabinete, o relator Wadih Mutran (PP) indica que a pena de perda de mandato pode ser aplicada. O caso também foi revelado pelo jornal, em janeiro. Procurado, Goulart não respondeu às ligações da reportagem.
Kamia é acusado de desviar donativos da Defesa Civil Municipal que seriam enviados para as vítimas das chuvas em São Paulo e Rio para uma ONG da zona norte, ligada a seu mandato. Ele teve o pedido de cassação referendado pelo vereador Celso Jatene (PTB), relator da investigação. Em sua defesa, Kamia reclama que não teve direito de se defender no processo. Ele também nega ter exercido influência para desviar recursos da Defesa Civil.
São necessários votos de 28 dos 55 vereadores para cada caso ser admitido como um processo. Nos bastidores do Legislativo municipal, a base governista do prefeito Gilberto Kassab (sem partido), hoje formada por 32 dos 55 vereadores, já se articula e promete entrar em cena para tentar blindar os três acusados e impedir que a representação na Corregedoria seja aberta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Veja também

Notícias mais vistas dos últimos 30 dias

SEGUIDORES ILUSTRES

Pensamento do Dia - colaboração do Leitor do Jornal Cidade em Foco Sr Marcos Roberto SP/SP

O que não te destrói, te fortalece.



Por mais que pareçam difíceis seus problemas, use-os como instrumento a seu favor, um dia verás que conseguiu superar e foi vitorioso. Fique firme, não desista, lute e conquiste, estamos torcendo por você.
Palavras da Redação do Jornal Cidade em Foco

Nossos leitores em 151 países do Mundo - Our readers in 119 countries

Redação - dra.rosangelamatos@hotmail.com

Nossos Seguidores no Twitter @DraRosangelaM

Visitantes

Mural de Recados

"este espaço acima é reservado aos internautas, fiquem a vontade, façam bom uso"