notícias do Brasil e do Mundo

DRTV - RADIO ON LINE AO VIVO

Para pedir sua musica no xat ao vivo acesse: DRTV - RADIO ONLINE - Direção e Apresentação: Dj Dirceu e Rosangela Matos - Jornalista MTB 54903/SP
Um oferecimento de Revista Champagne News
Watch live streaming video from revistachampagnenews at livestream.com

PF cadastrará locais para receber armas com segurança, diz ministro

Campanha para desarmamento teve início nesta sexta-feira, no Rio.
'Locais de recebimento terão fiscalização de autoridades', afirmou Cardoso

 

06/05/2011 21h39 - Atualizado em 06/05/2011 21h39

PF cadastrará locais para receber armas com segurança, diz ministro

Campanha para desarmamento teve início nesta sexta-feira, no Rio.
'Locais de recebimento terão fiscalização de autoridades', afirmou Cardoso

Tahiane Stochero Do G1, em São Paulo
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, afirmou na noite desta sexta-feira (6), em São Paulo, que, por questões de segurança, só unidades da Polícia Federal receberão armas na primeira fase da campanha nacional de desarmamento, lançada pela manhã no Rio de Janeiro. "Na primeira fase da campanha, as armas serão recebidas pela PF e, futuramente, vamos credenciar as entidades que vão receber as armas com segurança e efetividade", disse Cardoso durante cerimônia de posse do novo superintendente regional da PF em São Paulo, delegado Roberto Troncon Filho.

Isso porque o governo divulgou que, neste ano, além de unidades da PF, entidades civis, como Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), escolas, igrejas e outros órgãos, como Ministério Público e Judiciário, poderiam receber as armas durante o desarmamento.

"A PF irá credenciar as entidades que poderão receber as armas com segurança, até para evitarmos a possibilidade de desvios, de furtos e roubos, que são passíveis de acontecer. Os locais que irão receber as armas contarão sempre com a fiscalização de autoridades policiais e a arma terá inutilização imediata, exatamente para que nenhum tipo de problema ocorra”, acrescentou o minsitro.

Milhares de pistolas sem as partes de madeira e plástico são vistas na caçamba de um caminhão em Volta Redonda (RJ) antes de serem destruídas, no primeiro dia da nova Campanha Nacional do Desarmamento (Foto: Victor R. Caivano/AP)

A preocupação com a segurança da "capilarização" dos locais que receberão as armas, como igrejas e escolas, foi levantada pelo Conselho Nacional de Comandantes Gerais das Polícias Militares e Corpo de Bombeiros do país. "O Conselho está apoiando o desarmamento e é a favor da capilarização do recolhimento das armas em diversas cidades, desde que haja segurança e até possibilidade de uma parceria com as polícias locais neste processo", disse ao G1 o presidente do Conselho e comandante-geral da Polícia Militar de São Paulo, Alvaro Batista Camilo.
A única organização não-governamental credenciada até o momento na campanha é a Viva Rio que, segundo o ministro, “tem um histórico de atuação nesta área e terá sempre a presença da PF”.
Guia de trânsito
Cardoso foi questionado durante o evento sobre a preocupação de ONGs de que a guia de trânsito para a entrega da arma (que deve ser preenchida na internet por quem deseja fazer a entrega e deve relatar o percurso que fará com a arma) possa ser usada como um instrumento que permitiria a liberação de pessoas que cometessem crimes com o armamento. Para o ministro, "é uma crítica sem fundamento".

"Esta é uma crítica absolutamente infundada. Aquele que cometer um crime no percurso (até o local da entrega da arma) responderá por este crime. A guia é apenas para a pessoa se sentir segura no deslocamento ou ao ser abordado em uma situação que tenha em sua posse uma arma irregular que irá entregar. É óbvio que, se alguém cometer um crime ou desvio com esta guia, irá responder criminalmente por isso", acrescentou Cardoso.
Durante discurso, o ministro anunciou que o Ministério do Planejamento liberou nesta sexta-feira R$ 14 milhões para diárias de integrantes da PF, Polícia Rodoviária Federal e Força Nacional. As verbas do ministério haviam sido “contingenciadas” no início do governo Dilma Rousseff.

Cardoso também negou ser candidato à prefeitura de São Paulo em 2012. “O PT de São Paulo tem vários nomes e portanto pode escolher com bastante critério qual será o seu candidato”, disse. “Da minha parte, eu não sou candidato. Pretendo continuar no Ministério da Justiça”, acrescentou.

fonte: http://g1.globo.com/brasil/noticia/2011/05/pf-cadastrara-locais-para-receber-armas-com-seguranca-diz-ministro.html?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Veja também

Notícias mais vistas dos últimos 30 dias

SEGUIDORES ILUSTRES

Pensamento do Dia - colaboração do Leitor do Jornal Cidade em Foco Sr Marcos Roberto SP/SP

O que não te destrói, te fortalece.



Por mais que pareçam difíceis seus problemas, use-os como instrumento a seu favor, um dia verás que conseguiu superar e foi vitorioso. Fique firme, não desista, lute e conquiste, estamos torcendo por você.
Palavras da Redação do Jornal Cidade em Foco

Nossos leitores em 151 países do Mundo - Our readers in 119 countries

Redação - dra.rosangelamatos@hotmail.com

Nossos Seguidores no Twitter @DraRosangelaM

Visitantes

Mural de Recados

"este espaço acima é reservado aos internautas, fiquem a vontade, façam bom uso"